terça-feira, 10 de abril de 2012

Corpora lutea e folículo em ovários de cadela



Os corpora lutea ou corpos lúteos (corpos "amarelos", pois assim o são quando vistos a olho nu) são uma cicatriz deixada pelo folículo ovariano. Enquanto este produz majoritariamente estrógeno, aqueles são responsáveis pela maioria da produção de progesterona, que, como o próprio nome sugere, é um hormônio de manutenção da gestação em fase inicial; sua impermanência, inclusive, pode ser responsável por aborto espontâneo ou reabsorção fetal.

Como se trata de uma cicatriz, sonograficamente é esperado que essa estrutura apareça como tal: hiperecóica em relação ao parênquima intacto, sem produção de sombra acústica, já que não se trata de uma calcificação. Por outro lado, os folículos ovarianos são preenchidos por conteúdo líquido e podem atingir proporções significativamente grandes em relação aos ovários, estando presentes no período fértil do ciclo estral das cadelas e gatas. Sua localização no ovário pode ser central ou em bordas. Os cistos responsáveis pela síndrome dos ovários policísticos ou micropolicísticos normalmente localizam-se nas bordas, são de pequeno tamanho e observados em grande quantidade, mesmo fora do período fértil. 

Nessas imagens da mesma paciente, é possível observar um folículo dominante presente em ovário esquerdo e dois corpos lúteos em ovário direito. Isso é plenamente possível em cadelas e gatas, já que fêmeas daquela espécie liberam uma quantidade elevada de óvulos durante todo seu período fértil, que pode durar até 14 dias; e as fêmeas felinas possuem ovulação induzida pelo coito. Essa imagem também ilustra a possibilidade real de multiparidade de fetos de idades gestacionais diferentes. 

Nem sempre a presença de corpus luteum indica gestação vigente, uma vez que ele sempre segue a liberação de óvulos dos folículos; mas sua presença é imprescindível para a manutenção de uma prenhez.  

26 comentários:

  1. Dra. Fernanda, parabens pelo site. Adorei o conteudo! Adriane Akemi - DPS Ultrassom Mindray

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Adriane, por seu comentário e sua visita. Espero que retorne mais vezes! Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá doutora, boa noite.
    Poderia me tirar uma dúvida, por favor ?
    Minha cadela está com uma bola vermelha saindo pela vulva. Levei ela no vererinário e ela foi diagnosticada com cistos nos ovários. Foi recomendado pelo médico veterinário que eu a castrasse mas por ela já estar velha (Poodle, 11 anos) e tenho medo das complicações pós-operatórias. Será que vale a pena realiar a cirurgia ? Será que não existe uma outra cirurgia que retire apenas esta parte que está para fora ?

    Muito obrigado pelo seu tempo.

    ResponderExcluir
  4. Olá Bernardo,
    Atualmente os métodos anestésicos são bastante seguros e confiáveis, especialmente aqueles em que se usa anestesia inalatória. Por isso, a idade da paciente não seria um problema desde que realize os devidos exames pré-operatórios (sanguíneo, bioquímico, eletrocardiograma e avaliação clínica). Para uma cadela de porte pequeno, 11 anos não representa tanta idade.
    Os métodos cirúrgicos devem ser discutidos com o clínico/cirurgião responsável por ela. Existem várias modalidades cirúrgicas, por isso você deve manifestar sua preocupação ao veterinário. Como não sei a extensão da lesão na vulva, é muito difícil que eu possa emitir uma opinião a respeito da retirada apenas do tecido afetado.
    Acredito que na idade dela, a ovariosalpingohisterectomia (OSH - castração) pode trazer benefícios inclusive se esses cistos estiverem causando sinais clínicos da síndrome do ovário policístico.
    Espero que ela esteja e fique bem por muito tempo.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  5. ola dr minha cadela esta co cisto no ovário e eu foi pro vet mais eu queria saber as formas de tratamento, mais específicas pq minlha cadela tem 1 ano e 9 meses por favor me ajude estou desesperada!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Sugiro que você consulte a opinião de outros médicos veterinários, pois outras consultas podem lhe trazer mais segurança.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde.
    Tenho uma Colie que está com 7 anos, ela nunca cruzou e agora fizemos uma ultrasonografia e apresentou varios cistos no útero. Gostaria de saber se a cirurgia é de grande risco. grata

    ResponderExcluir
  8. Olá anônima,
    Toda cirurgia tem seus riscos, especialmente os anestésicos. É importante fazer sempre uma avaliação pré-operatória que o médico veterinário irá lhe indicar. Tomando os devidos cuidados, os riscos cirúrgicos são mínimos diante dos possíveis benefícios.
    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  9. Ola qual o tamanho de cisto q é cirurgico? Minha micro poodle tem estruturas cisticas de 0,23 e cistos foliculares de 1,20cm é muito ? Ela nao vai parar de sangrar? Tem q operar?

    ResponderExcluir
  10. Olá proprietário(a),

    Recomendo que visite um médico veterinário de sua confiança para que ele possa esclarecer suas dúvidas. Os cistos foliculares são estruturas normalmente encontradas no ovário das cadelas "inteiras" (não castradas) e saudáveis. O sangramento no período de cio é igualmente normal e esperado e pode durar até 14 dias. É importante conversar com um clínico veterinário sobre o ciclo reprodutivo das cadelas e as opções de controle do cio, prenhez e etc.

    Espero ter ajudado.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  11. Olá, Dra. Peço, gentilmente, uma opinião sobre meu caso!
    Eu tenho uma gata da raça Sphynx (nove meses de idade) que foi adquirida para ser matriz do meu gatil (nunca cruzou). Desde o primeiro cio ela veio apresentando cios constantes e intensos, por esse motivo a veterinária solicitou um ultrasson para saber se os cios eram devido a presença do macho ou por causa de cistos. Pois bem, o ultrasson mostrou que ela estava com alguns cistos no ovário. Minha pergunta: Ela terá que ser obrigatoriamente castrada ou, tendo em vista que ela é para reprodução, há tratamento - seguro - ou cirurgia para que os cistos possam ser removidos e ela continuar fértil e conseguir ter filhotes? Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Obrigada pela sua visita ao blog e comentário.
      Acho interessante você trocar uma idéia com o médico veterinário que vem acompanhando o caso dela, pois ele poderá solicitar exames hormonais e outros que achar necessário para um melhor julgamento do caso. Eu não me recordo de nenhum tratamento específico para ovários policísticos em animais, pois mesmo em seres humanos usa-se o controle hormonal, que eu acho que poderia realmente comprometer a capacidade reprodutiva da sua gata.
      Espero que tudo dê certo com ela e com você.

      Boa sorte!

      Excluir
    2. Olá Drª..estou passando por problema semelhante com minha yorkshire de 11 meses. Ela entrou no cio e não parou há 2 meses o veterinário não realizou ultrassonografia mas identificou alteração hormonal por possibilidade de ovários policisticos. Como método de resolver isso sugeriu a castração ou a gestação para ocorrer uma grande alteração de hormonio e assim um equilibrio depois. Isso é possível, uma gestação com essa possibilidade de cistos? Se puder me prestar alguma informação ficarei imensamente agradecida!!

      Excluir
    3. Olá Daiane,

      Obrigada pelo comentário.
      Como não se recomenda e até se desaconselha o uso de anticoncepcionais na medicina veterinária, provavelmente a única solução para o problema da sua cadela é mesmo a castração.

      Espero que tudo transcorra bem.

      Abraços!

      Excluir
  12. Olá Doutora.

    Estou com uma dúvida, minha cadela foi castrada, porém o veterinário nos informou que um dos ovários dela não foi retirado completamente. Sendo assim, ela apresenta sintomas de cio e um leve sangramento. Nesses últimos dias, o cachorro da minha mãe "agarrou" diversas vezes nela, não fiquei muito preocupada, pois sei que ela não possui mais útero. Mas só por desencargo de consciência, existe a possibilidade dela ficar prenha??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo,

      Se sua cadela teve o útero removido na cirurgia de castração, ela não pode engravidar. Porém, recomendo uma reavaliação ultrassonográfica para detectar a extensão da remanescência de tecido ovariano.

      Obrigada pelo seu comentário!

      Excluir
  13. Boa tarde Dra. por getileza, ovários policísticos em cadelas causam cio constante ou a ausência deles? Uma cadela prenhe, na cesariana, apresenta ovário policístico, o que isso quer dizer? Obrigada, desde já agradeço a contribuição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Sim, ovários policísticos podem causar desequilíbrio hormonal e por consequência alterações de cio.

      Se ela tem ovários policísticos na cesarea, significa que são visíveis macroscopicamente. Logo, a castração é mais indicada.

      Grata pela participação!

      Excluir
  14. ola dra. minha cadela teve o primeiro cio longo, mais no segundo cio o tempo de cio foi o de uma cadela normaal a vet q cuida dela falou q poderia ser disturbio hormonal e aconselhou quano fomos cruzar ela fazermos inseminação isso procede ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Primeiramente é importante confirmar se realmente há um distúrbio hormonal. Depois seria bom certificar-se do tipo de distúrbio hormonal para então verificar a possibilidade de um tratamento medicamentoso de correção. Também deve-se considerar a real vontade e necessidade de cruzar esta cadela e reproduzi-la.

      Creio que antes de partir para uma inseminação artificial é mais importante a investigação adequada e aprofundada do caso.

      Abraços e boa sorte!

      Excluir
  15. Boa noite Dr. Gostaria de saber se mesmo com ovário policistico minha cachorro pode ter filhotes e se tem algum risco pra ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pamella,

      Sim, é possível ter filhotes, porém é mais difícil engravidar. Assim como acontece na medicina humana. Geralmente recomenda-se a castração da cadela portadora de ovários policísticos pois essa condição pode aumentar as chances de ela ter problemas como piometra e afecções de pele e pêlo.
      A princípio, se afinal ela engravidar, não deve haver mais risco para a mãe em relação a uma gestação normal.

      Espero ter esclarecido. Recomendo que leve sua cadelinha ao médico veterinário para um exame de rotina antes de tentar engravidá-la para que ele possa lhe orientar sobre o verdadeiro estado de saúde dela.

      Excluir
  16. Boa noite Dr: minha cachorra está com ovario policistico não quero castrar ela tem algum tratamento que ela possa fazer queria muito um filhotinho dela o veterinária falou que Ela nu deve ter pagado Cria por causa do do problema

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Manoel,

      Ovários policísticos podem levar a distúrbios hormonais diversos que incluem esterilidade ou incapacidade de engravidar. Além disso, como esses ovários podem liberar uma quantidade exagerada de hormônios, a fêmea pode ficar com comportamento masculinizado e por isso mais agressiva do que as outras, não aceitando inclusive cruzar com um macho.
      Finalmente, os ovários policísticos podem aumentar as chances de essa fêmea ter piometra (...), a chamada infecção do útero, que pode levar à morte dela.

      Por essas razões a maioria dos médicos veterinários recomenda a castração quando diagnostica ovários policísticos.

      Espero ter ajudado, abraços!

      Excluir
  17. Olá doutora!Minha cadela está com algumas mamas inchadas.Não saem secreções e a rotina dela está normal,aparente apenas algum desconforto.Ela não é castrada e nunca teve filhotes.O que poderia ser?Obrigada!

    ResponderExcluir
  18. Olá!

    Obrigada pela participação.

    Como sua cachorrinha não é castrada é apenas algumas mamas estão inchadas recomendo que a leve ao veterinário pois o inchaço de apenas algumas mamas pode ser câncer de mama.

    Leve-a o quanto antes, pois somente uma avaliação clínica vai ajudá-la.

    Boa sorte!

    ResponderExcluir