Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2010

Bolsas fetais em uma gestante de 21 dias

Nessas imagens pode-se ver as bolsas fetais, o líquido amniótico e as placentas de alguns fetos de uma dogue alemão.

Com essa idade gestacional já é possível observar o coração e com muita atenção o contorno do feto. É importante ressaltar que nem todas as bolsas fetais desenvolverão, necessariamente, um feto pleno, podendo ainda haver possibilidade de reabsorção. O exame nesse período é útil no diagnóstico de prenhez, mas não é garantia de sua manutenção.

Alterações nodulares em parênquima hepático de uma Poodle idosa

Essa paciente chegou à clínica veterinária apresentando glicemia em níveis muito baixos (0,48 g/l) com ataxia, letargia, em estado semi-consciente. Havia um histórico obscuro quanto à pré-existência de uma neoplasia abdominal que havia sido retirada há três anos, porém sem maiores detalhes.

A primeira suspeita foi de que se tratasse de um insulinoma ou alguma alteração pancreática que estivesse causando taxas altas de insulina sérica, porém, a paciente apresentou nódulos circulares hiperecóicos e maciços no parênquima hepático em porção médio-esquerda.
Interessante foi que essas imagens estavam ocultas atrás do estômago (que assim como o intestino delgado apresentava paredes espessadas - submucosa e muscular - sem perda de estratificação ou definição), por isso demoraram a serem visualizadas. Valeu a persistência ao procurar, pois uma das causas de hipoglicemia pode ser a insuficiência hepática.

Útero não gravídico

Aqui o útero é observado em uma paciente - canina - em seu estado natural, logo após o cio. Repare que a ecogenicidade é pouco evidente, por isso deve-se sempre utilizar a bexiga como janela acústica para a melhor visualização deste órgão.
Para diferenciar o órgão do cólon, deve-se observar se há algum sinal de peristaltismo (que é muitíssimo suave no intestino grosso), mantendo o transdutor sobre a bexiga por pelo menos cinco minutos. O cólon normalmente contém material pastoso com alguns pontos de gás, o que definitivamente não deve ser observada no útero.
O útero com piometra é grande, ocupa a cavidade abdominal de maneira bem mais evidente. Às vezes, cadelas pós-cio ou em período puerperal podem apresentar sinais similares ao inicio da piometra, devendo ser monitoradas com cuidado e manter a correlação com a clínica da paciente.

Múltiplos nódulos intra-abdominais e deformação renal em um felino

Esta paciente já havia sido anteriormente tratada de um possível osteossarcoma em MAD, tendo este sido radicalmente amputado, quando nódulos cutâneos arrendondados e ulcerados apareceram em sua pele, especialmente na região abdominal. A gata havia perdido peso, estava com dificuldade discreta de respiração e um leve ruído estritor à auscultação.
Durante a ultrassonografia, as imagens obtidas foram surpreendentes em relação à palpação prévia, uma vez que durante esta a vesícula biliar - por estar extremamente distentida, repleta de material hiperecóico e com a parede espessada - havia dado a falsa impressão de tratar-se de um nódulo na região hepática. O exame de imagem mostrou rins extremamente aumentados, com perda de diferenciação córtico-medular e de sua arquitetura fisiológica, além de nódulos na região esplênica e outro em região pancreática de ecogenicidade completamente distinta, muito mais rude.
A pedido dos proprietários, a paciente foi mandada de volta à sua casa com anal…

Fetos de uma dogue alemão

Essa paciente da raça dogue alemão estava gestando há aproxidamente 35 dias, já apresentando todos os sinais clínicos da maternidade eminente.
Na imagem podemos observar um dos fetos e algumas de suas estruturas anatômicas, especialmente o fígado e a respectiva vesícula biliar. Os pontos hiperecóicos alinhados correspondem à coluna vertebral do animal. A substância hipoecóica que o circunda é o líquido amniótico. Acredito ser muito válido sempre observar a quantidade proporcional de líquido amniótico em relação ao feto para determinar a aproximação do dia do parto, uma vez que aquele tende a ser quase que apenas uma linha escura em torno do feto faltando apenas uma semana para a mãe dar a luz aos bebês. Naturalmente, isso se dá pelo fato de que o feto cresce enquanto que a bolsa que o envolve e contém o líquido amniótico já tem um tamanho predeterminado. Na minha experiência, observar a quantidade de líquido amniótico tem se mostrado mais eficiente do que a mensuração da circuferênc…